Músicas Grey’s Anatomy Temporada 17 Ep 5 “Fight the Power”

Músicas Grey’s Anatomy Temporada 17 Ep 5. Músicas do 5º episódio da décima sétima temporada de Grey’s Anatomy, Fight The Power, com as cenas em que elas tocam.

“Bailey entra em pânico ao saber que houve um aumento dos casos de COVID-19, sabendo que ela tem entes queridos em uma unidade de convivência. Enquanto isso, Jackson e Richard se unem contra Catherine para lhe ensinar uma lição, e Teddy continua tentando consertar seus relacionamentos desgastados. Depois de uma cirurgia intensa, Jo tem dúvidas sobre o seu futuro.”

Músicas Grey’s Anatomy Temporada 17 Ep 5

Trilha instrumental por Danny Lux (compositor da série)

Todas músicas instrumentais tocadas no episódio que não foram especificadas no post.

Fight the Power por Public Enemy

Nome do episódio.

The Fight (Reprise) por Overcoats

Início do episódio, Bailey se arrumando para começar o dia; voz da Bailey falando a frase (final do post); Bailey falando com Ben pelo celular; Andrew escreve os dados da Meredith no vidro; Levi acorda Jo.

My Girl original por The Temptations

Bailey canta essa música para a mãe se acalmar.

Pirouette (Stripped) por Chiiild

Bailey e Maggie do lado de fora do quarto da mãe da Bailey conversando sobre a mãe estar com condição péssima; as duas conversam.

Músicas Grey’s Anatomy Temporada 17 Ep 5
Músicas de Grey’s Anatomy a Anatomia de Grey

New Kind of Beautiful por Lindsey Ray

Jo ajuda no nascimento do bebê; Bailey segura o iPad para o pai falar com a mãe, ele reclama de não estar com ela; mãe da Bailey fala que quer ir para casa.

Roots por AG (feat. Goldford)

Maggie e Bailey conversam no jardim, ela fala para Bailey que está fazendo a coisa certa.

Lifted por TRVSTFALL

Tom acorda e fala para Teddy que estaav ignorando ela quando estava em casa, depois brinca com ela; Jo verifica Val; Richard olha Meredith, Jackson aparece e ele conta sobre mãe da Bailey, os dois conversam sobre o racismo.

My Girl por Joy Oladokun

Final do episódio, Richard fala para Bailey ficar ao lado da mãe, ele entra no quarto com ela; Bailey canta a música pra mãe, Richard canta junto; Bailey segura a mão da mãe enquanto ela morre.

https://www.youtube.com/watch?v=O4A3I50RzCo

Monólogo do Meredith

“Minha mãe costumava me dizer para nunca julgar as pessoas até que você conheça sua história. Você pode achar que entende, mas não entende. É por isso que, como paciente, é importante ter um representante. Alguém para contar sua história, para ser a sua voz, para dizer seu nome, especialmente quando você não tem uma voz. Pacientes perdem o seu poder quando são referidos como “cama número quadro” ou “homem com dor no braço”. Mesmo nas suas mortes, eles não são desprovidos de rostos. Não são anônimos. Eles são mais do que estatística. Mais do que condições de comorbidade ou pacientes de lares de idosos. Eles são filhos, irmãos, e tios que falam cinco idiomas e administram restaurantes. Wade Klein, 66. Eles são bisavós que amam a Broadway. Jacob Lappin, 92. São enfermeiras amantes de basebol com uma gargalhada fácil. Dane Wilson, 45. São as melhores mães do mundo, e são as esposas mais amadas. Elena Rose Bailey, 84. (Miranda Bailey)”

Aproveite para conferir nossa página com todas as músicas de Grey’s Anatomy separadas por temporadas e episódios.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.